Seu Browser não suporta JavaScript!
TJBA Radio
Logo
Rádio TJBA RÁDIO TJBA
Selo Justiça
Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram

X Edição do Prêmio de Boas Práticas têm período de inscrições iniciadas nesta segunda (8)

Compartilhar:
Imagem Galeria

Estão abertas a partir desta segunda-feira (08) as inscrições para a X Edição do Prêmio de Boas Práticas. Criada em 2007, a premiação busca reconhecer projetos e atividades de servidores que melhoram a prestação de serviços do Estado, através de ações inovadoras ou com resultados comprovados para uma melhor gestão dos recursos públicos. A congratulação é concedida a cada dois anos, por ocasião da data comemorativa do Dia do Servidor Público.

Os servidores estaduais dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além dos funcionários do Ministério Público e Defensoria Pública, interessados em participar devem se inscrever até o dia 22 de julho, somente pela internet, no endereço valorizaservidor.ba.gov.br. Podem se inscrever um servidor ou um grupo de até dez servidores, informando o nome da ação, quando foi criada e o resumo de suas atividades, de acordo com orientações do formulário.

Mais informações: http://www.portaldoservidor.ba.gov.br/premio-de-boas-praticas

Os vencedores são anunciados durante cerimônia prevista para acontecer no mês de outubro, em data e local ainda a serem divulgados. Dez práticas serão selecionadas para receber gratificações que somadas representam um montante de R$ 32 mil reais, dos quais R$10 mil serão destinados ao primeiro colocado. Segundo, terceiro, quarto e quinto colocado receberão, respectivamente, R$ 7mil, R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 2 mil. A premiação do sexto ao décimo lugar será de um mil reais.

Uma comissão – formada por representantes das Secretarias da Administração (Saeb) e do Trabalho (Setre), Casa Civil, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), Poder Judiciário, Poder Legislativo, Ministério Público e Defensoria Pública – realizará a triagem dos projetos inscritos dentro de uma nota de corte, definida pela mesma.

Em seguida, será realizada uma visita in loco, ocasião na qual é feita uma segunda avaliação. Dentre os critérios levados em consideração, estão abrangência e sustentabilidade do projeto, benefícios, tempo de dedicação do servidor e economicidade gerada pela ação.

Compartilhar:
Imprimir