Seu Browser não suporta JavaScript!
TJBA Radio
Rádio TJBA RÁDIO TJBA
Selo Justiça
Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram

Unidades do PJBA têm até 30 de novembro para realizar inventário dos bens móveis e imóveis

Texto: Ascom PJBA

Compartilhar:
Imagem Galeria

A fim de ter um controle mais eficiente dos bens móveis e imóveis do Poder Judiciário da Bahia (PJBA), foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico do dia 14 de outubro, o Decreto nº 735. O documento determina a realização do inventário físico dos bens móveis e imóveis das unidades administrativas e judiciárias do PJBA até o dia 30 de novembro.

O levantamento será feito através da conferência física dos bens móveis observando a relação da carga patrimonial disponível no portal do tribunal, por meio do sistema “Inventário On-line”, para os bens móveis.

Na Capital, os chefes das unidades ou servidor por eles designados serão os responsáveis para realizar o inventário físico dos bens móveis, acompanhar e confirmar as informações pelo sistema Inventário On Line.

Esses servidores ao logar o referido sistema visualizará a relação de sua carga patrimonial para confirmação. Caso o documento não apareça, deverá entrar em contato com a Coordenação de Controle Patrimonial, pelo e-mail copat@tjba.jus.br, e solicitar a sua associação à unidade.

Nas unidades judiciárias do interior, o inventário será realizado pelo juiz diretor e/ou pelo administrador do Fórum, titulares, substitutos ou designados. É necessário que seja preenchida a planilha constante no anexo I, com todas as informações das edificações sobre sua gestão, enviando-a para Comissão de Inventário pelo e-mail inventario2020@tjba.jus.br.

Anexo I

Finalizado o prazo, a Comissão de Inventário validará os inventários físicos realizados pelas unidades do PJBA, consolidará as informações enviadas e elaborará relatório conclusivo do inventário anual de 2020, inclusive, informando e divulgando relação de todas as Unidades faltantes, assim como seus responsáveis.

As unidades que deixarem de fazer o inventário físico dos bens móveis através do sistema Inventário On Line, ficarão suspensas de realizarem pedido On Line de bens permanentes, entre outras sanções.

Vale destacar que, conforme o Art. 13 do Decreto nº 735, descumprimento em especial quanto aos prazos fixados, pelos Magistrados e servidores responsáveis pelos inventários físicos referidos nos artigos 4º e 6º, ensejará a apuração de responsabilidade funcional, no âmbito de suas competências, nos termos da legislação vigente.

Durante a realização do inventário fica vedada toda e qualquer movimentação física dos bens localizados nas unidades abrangidas pelos procedimentos de levantamento, exceto mediante autorização específica da Comissão de Inventário.

Compartilhar:
Imprimir