Seu Browser não suporta JavaScript!
TJBA Radio
Logo
Rádio TJBA RÁDIO TJBA
Selo Justiça
Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram

TJBA inicia a posse de candidatos recém-nomeados; cerimônia coletiva acontece terça-feira (18)

Texto: Ascom TJBA

Compartilhar:
Imagem Galeria
Desembargadora Lisbete dá posse a candidatos aprovados no concurso público para servidor do TJBA

Desde o dia 5 de junho, quando o Presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Desembargador Gesivaldo Britto, nomeou mais 100 candidatos aprovados no cadastro reserva do concurso público de 2014, 18 deles já tomaram posse nos cargos de Analista Judiciário – Subescrivão e Técnico Judiciário – Escrevente.

A Corregedora Geral da Justiça, Desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cezar Santos, empossou aqueles que já apresentaram a documentação, passaram pela Junta Médica e estão aptos a exercer a função para qual foram nomeados. A Desembargadora deu as boas vindas e reforçou a importância dos servidores para prestação jurisdicional com excelência.

Na terça-feira (18), a Corregedoria Geral da Justiça (CGJ) fará uma posse coletiva dos candidatos nomeados, anteriormente prevista para segunda-feira (17). A solenidade acontece às 15h, na sede da Corregedoria Geral da Justiça (CGJ), sala 312, do prédio anexo do TJBA.

A Corregedora Geral comunica aos candidatos que a documentação exigida para a posse deverá ser apresentada na Secretaria das Corregedorias, sala 313 do prédio anexo ao edifício-sede do TJBA, com antecedência mínima de 48 horas para conferência.

Clique aqui e leia o Comunicado da CGJ

No total, desde o início da gestão do atual Presidente, foram nomeados 162 servidores que, somados aos 276 servidores nomeados anteriormente, representam um incremento total de 438 servidores no quadro de pessoal do TJBA. O reforço no quadro de servidores contribui para o alcance de um dos principais objetivos da gestão do Desembargador Gesivaldo Britto: a equalização da força de trabalho nas unidades jurisdicionais do Poder Judiciário baiano, de forma a valorizar o 1º Grau e oferecer uma justiça mais célere e efetiva.

Compartilhar:
Imprimir