Seu Browser não suporta JavaScript!
TJBA Radio
Rádio TJBA RÁDIO TJBA
Selo Justiça
Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram

Presidente do PJBA aborda sobre imparcialidade e neutralidade em julgamentos de processos, na palestra ministrada em Curso da PM-BA

Texto: Ascom PJBA

Compartilhar:
Imagem Galeria

“O juiz não é neutro na sua afetividade. Não se pode querer um juiz neutro. É algo até irracional. O que ele deve ser é imparcial”, destacou o desembargador Lourival Almeida Trindade, Presidente do Poder Judiciário da Bahia (PJBA), na manhã desta quinta-feira (6), na palestra “Relevância da atuação do Poder Judiciário na Sociedade Moderna – Desafios da Gestão”.

Para o magistrado, existe uma verdadeira judicialização da “nossa” vida. “Está havendo um desencantamento pela política e pelos demais poderes (no Brasil e no mundo) e em decorrência disso, ocorre essa grande demanda de litígio”, frisou.

Como argumento de sua fala, o desembargador Lourival Trindade, ainda apresentou dados referentes ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que “só em 2019 proferiu mais de 114 mil decisões”. Segundo site do órgão, foram 98,7 mil monocráticas e 16,2 mil colegiadas, sendo 88,3 mil decisões finais (entre: setembro de 2018 e 2019).

Assista a palestra do Desembargador Lourival Almeida Trindade

“Não basta pura e tão somente que se bata a porta da justiça, é preciso que se tenha esse amplo acesso, mas que seja com uma ordem jurista justa”, reforçou o presidente do PJBA.

A palestra “Relevância da atuação do Poder Judiciário na Sociedade Moderna – Desafios da Gestão” teve como público alvo oficiais superiores alunos do Curso de Gestão Estratégica em Segurança Pública (CEGESP 2020), promovido pela Academia de Polícia Militar da Bahia (APM). Magistrados e servidores também puderam participar.
Para finalizar o evento, o desembargador Lourival Trindade apresentou aos ouvintes alguns planos da sua gestão para os próximos meses e dentre eles está a transferência da Universidade Corporativa (Unicorp) do Monte Serrat para o prédio-sede do Judiciário, no Centro Administrativo da Bahia. O objetivo é facilitar o acesso ao centro de estudos.

A especialização, oferecida pela APM, busca contribuir para a efetividade e eficácia da Corporação, por meio da democratização de conhecimento e de ferramentas de gestão que favoreçam o desenvolvimento de competências relacionadas à elaboração e ao gerenciamento de projetos de gestão em políticas na área de segurança pública e justiça criminal.

Ao final do curso, o Desembargador Lourival Almeida Trindade, recebeu um certificado dos Oficiais da Polícia Militar.

A turma atual é composta por 38 Oficiais Superiores – Tenente Coronéis e Majores PM. O curso de extensão irá habilitar esses Oficiais a concorrerem ao mais alto posto da Instituição, o de Coronel PM.

Assista a palestra na íntegra

Compartilhar:
Imprimir