Seu Browser não suporta JavaScript!
TJBA Radio
Rádio TJBA RÁDIO TJBA
Selo Justiça
Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram

CNJ promove evento presencial no PJBA sobre o Programa Justiça 4.0

Texto: Ascom PJBA, com informações do CNJ

Compartilhar:
Imagem Galeria

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) esteve presente no Poder Judiciário da Bahia (PJBA), para promover o evento “Programa Justiça 4.0 – Tribunais de Justiça da região Nordeste III (TJBA E TJPI)”. Realizado de forma híbrida (online e presencial), a cerimônia de abertura contou com a participação de integrantes tanto do Tribunal baiano quanto do Piauí.  

A visita aos Tribunais tem o objetivo de compartilhar dificuldades e boas práticas na implementação das políticas judiciárias nacionais.  Marcus Livio Gomes, Secretário Especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica do CNJ, destacou que o movimento (de visitar os órgãos estaduais) não é de imposição, mas de cooperação, “de colaboração e desenvolvimento na forma de ecossistema, de maneira que as boas iniciativas possam ser compartilhadas entre eles e replicadas por todo o Brasil”.     

O evento de promoção da Justiça 4.0 começou na segunda-feira (25) e finalizou na terça-feira (26). O Presidente do PJBA, Desembargador Lourival Almeida Trindade, esteve na abertura e em sua fala frisou que ao longo desses quase dois anos (de sua gestão), o Tribunal baiano vem reforçando a parceria com o CNJ, com ações e entregas efetivas na área de tecnologia da informação e comunicação, inclusive, as que fazem parte do Programa Justiça 4.0. 

A preocupação do Judiciário é “buscar soluções tecnológicas que garantam o melhor e mais amplo acesso à justiça, num universo de governança colaborativa e compliance. A Assistente Virtual Sofia é exemplo da concretização de uma justiça digital que aproxima o cidadão e promove eficiência e celeridade nas atividades jurisdicionais”, foi o que disse a Juíza Fabiana Pellegrino, responsável pela Coordenação dos Juizados Especiais, e representante do PJBA no evento.  

O Programa Justiça 4.0 tem o objetivo de promover o acesso à Justiça, por meio de ações e projetos desenvolvidos para o uso colaborativo de produtos que empregam novas tecnologia e inteligência artificial.  

“Ao longo desse workshop, nós conseguimos identificar como cada tribunal está caminhando, quais são as dificuldades. Isso é muito importante para que haja um sucesso no final”, salientou Valter Shuenquener de Araújo, Secretário Geral do CNJ, que ainda avaliou o encontro como bem sucedido.  

Das ações que fazem parte do Justiça 4.0 o PJBA já implantou:  

– PJe em todas as unidades do 1º grau 

– Juízo 100% digital 

– Balcão Virtual 

– CODEX no PJe – que já está em sincronização de dados com a nuvem do CNJ;  

– Desenvolveu e disponibilizou o modelo em Inteligência Artificial (IA) no Sinapses para identificação de temas repetitivos (Projeto em parceria com a 2ª Vice-Presidência). 

Segundo Marcus Livio Gomes, Secretário Especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica do CNJ, o PJBA é um tribunal altamente cooperativo em termos de adesão às iniciativas do CNJ.  

Presente na abertura do evento, o Secretário de Tecnologia da Informação e Modernização do PJBA, Luís Augusto Bahiense Cardoso, listou as ações do PJBA que envolvem inovação tecnológica. 

Cabe salientar que o Presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJPI), Desembargador José Ribamar de Oliveira, também participou da cerimônia de abertura.

Desde agosto, as reuniões regionais do Justiça 4.0 têm promovido a troca de experiências entre os tribunais de Justiça de todo o país por meio do diálogo sobre a implementação do Juízo 100% Digital, do Balcão Virtual e dos Núcleos de Justiça 4.0 e da Plataforma Digital do Poder Judiciário Brasileiro.

O Programa Justiça 4.0 é uma parceria entre o CNJ, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e o Conselho da Justiça Federal (CFJ). Abrange políticas judiciárias nacionais e projetos que usam inovação e tecnologia para aperfeiçoar a prestação jurisdicional.

Mais informações

Compartilhar:
Imprimir