Seu Browser não suporta JavaScript!
TJBA Radio
Rádio TJBA RÁDIO TJBA
Selo Justiça
Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram

CNJ e TSE iniciam treinamento das equipes envolvidas no Programa Fazendo Justiça; a capacitação acontece na Unicorp nesta quarta-feira (6)

Texto: Ascom PJBA

Compartilhar:
Imagem Galeria
A ação visa habilitar servidores para atuar na identificação civil e emissão de documentos às pessoas privadas de liberdade no estado da Bahia

A Universidade Corporativa (Unicorp) do Poder Judiciário do Estado da Bahia (PJBA) recebeu, nesta quarta-feira (6), representantes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para condução do treinamento das equipes envolvidas no Programa Fazendo Justiça. A ação, que conta com o apoio do CNJ e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), visa habilitar servidores para atuar na identificação civil e emissão de documentos às pessoas privadas de liberdade no estado da Bahia. 

O treinamento, cujo sistema foi concedido pelo TSE e conta com os equipamentos do CNJ, divide-se em três módulos. O primeiro, intitulado “Cadastramento de Passivo”, tem como público-alvo os servidores da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), responsáveis pela realização da coleta biométrica. Esse módulo é ministrado pela Assistente Administrativo da Assessoria de Gestão da Identificação/TSE, Marília Loyola, e pela Assistente Técnica do CNJ/PNUD, Vivian Coutinho.  

O Módulo II, chamado “Instalação dos equipamentos e softwares, teste de funcionamento”, destina-se aos servidores das áreas de tecnologia e informação do Tribunal de Justiça Estadual; da Seção Judiciária Federal; da Circunscrição Judiciária Militar e da Seap. É conduzido pelo representante do TSE, Alcides da Silva Júnior, e pela Assistente Técnica do CNJ/PNUD, Flávia Franco.  

Já o Módulo III, denominado “Identificação civil e Realização da Coleta nas Audiências de Custódia”, volta-se para os servidores da audiência de custódia da justiça estadual, federal e militar que utilizarão os equipamentos e software de coleta biométrica. A Assistente Administrativo da Assessoria de Gestão da Identificação/TSE, Marília Loyola, e a Assistente Técnica do CNJ/PNUD, Vivian Coutinho, conduzem esse treinamento. 

Segundo a Assistente Vivian Coutinho, o treinamento, além de possibilitar o uso dos sistemas e equipamentos por parte dos servidores habilitados, também permite que “eles atuem como multiplicadores desse conhecimento”, explicou. 

Cabe salientar que todos os servidores participantes das capacitações recebem, ao término, o material (manual e vídeo) para replicar o conteúdo. 

No dia 7 (quinta-feira), a continuidade dessa programação preparatória é nas Audiências de Custódia das Justiças Estadual, Federal e Militar, bem como Unidade Penitenciária a ser indicada, com o Teste de Funcionamento do Fluxo de Identificação Civil, que objetiva acompanhar a implementação do fluxo e as primeiras coletas a serem realizadas pelas instituições participantes.    

E na sexta-feira (8), o auditório Desembargadora Only Silva, situado no PJBA, recebe o evento de Lançamento da Ação de Identificação Civil e Emissão de Documentos às pessoas privadas de liberdade na Bahia, que acontece pela primeira vez na capital baiana. 

Descrição da imagem:  Uma mulher em pé ministrando aula para pessoas em uma sala{Fim da descrição}

#Pracegover #Pratodosverem 

SAIBA MAIS: 

PJBA E CNJ REALIZAM O LANÇAMENTO DA AÇÃO DE IDENTIFICAÇÃO CIVIL E EMISSÃO DE DOCUMENTOS PARA PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE NO ESTADO DA BAHIA 

 

 

 

 

Compartilhar:
Imprimir