Seu Browser não suporta JavaScript!
TJBA Radio
Rádio TJBA RÁDIO TJBA
Selo Justiça
Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram

Cejusc de Luís Eduardo Magalhães recebe visita do Consultor do Prêmio Innovare

Texto: Ascom PJBA / Fotos: Ascom PJBA

Compartilhar:
Imagem Galeria
A unidade jurisdicional está classificada na quarta fase de avaliação da 19º edição do Prêmio Innovare

O Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos (Cejusc) de Luís Eduardo Magalhães (LEM), localizado no oeste baiano, está concorrendo na 19º edição do Prêmio Innovare cujo objetivo é identificar, premiar e difundir práticas que contribuam para o aprimoramento da Justiça no Brasil. Como parte da avaliação, o Cejusc de LEM recebeu a visita do Consultor do Innovare  Bruno Magalhães, para averiguação das práticas inscritas. A unidade jurisdicional está classificada na quarta fase da seleção. Concorre com dois projetos: o Casamento Coletivo “Enfim, Casados” e o Cejusc e você mais próximos. 

O “Enfim, casados”, criado pela Coordenadora do Cejusc de LEM, Juíza Renata Guimarães da Silva Firme, em 2021, e que já realizou mais de 50 uniões, simboliza, na prática, a regularização de um direito constituído por meio do casamento, com todas as consequências daí decorrentes. Com um evento totalmente personalizado, de modo que cada casal foi tratado de forma individualizada e especial, tal como manda os protocolos de cerimônia de casamento, sendo este o diferencial do evento.  

O projeto também se destaca por garantir o cumprimento do artigo 5º da Constituição Federal, vez que proporciona um atendimento igualitário de todos os brasileiros em ter seu sonho de matrimônio realizado, bem como atende o Art. XVI, 3, da Declaração dos Direitos Humanos, pois prioriza a família, que é núcleo natural e fundamental da sociedade. 

A segunda iniciativa, também da referida unidade, que concorre ao prêmio, é o Cejusc e você mais próximos. Criado em abril deste ano, a ação busca alcançar a comunidade no bojo de sua necessidade, deslocando o Cejusc à comunidade periférica da cidade, onde a população tem maior facilidade em buscar a solução do seu conflito. Dessa forma, objetiva-se desconstituir a ideia de que a justiça está distante da sociedade, conquanto aproxima a população do setor jurídico, quebrando paradigmas de engessamento e burocratização, trazendo soluções às dúvidas cotidianas da população, bem como busca o acolhimento das partes atendidas. 

Nas palavras da Juíza Renata Firme, “ter os nossos projetos avançando no processo de seleção do Innovare indica que estamos no caminho correto e deste modo continuaremos firmes em busca da oferta dos melhores serviços/práticas, objetivando, também, tocar o coração das pessoas”. 

Descrição da imagem: seis pessoas dentro de uma sala em posição para serem fotografadas. 

#Pracegover #Pratodosverem 

Compartilhar:
Imprimir