Seu Browser não suporta JavaScript!
TJBA Radio
Logo
Rádio TJBA RÁDIO TJBA
Selo Justiça
Facebook Twitter Youtube Flickr Instagram

ALIMENTAÇÃO E CÂNCER DE MAMA: ESTRATÉGIAS PARA PREVENÇÃO

Texto: Jamile Zogbi Andrade

Compartilhar:
Imagem Galeria

O câncer de mama é uma das doenças mais frequentes entre mulheres e estudos indicam que 30% dos casos podem ser evitados com estratégias de alimentação saudável e manutenção do peso ideal, dentre outras mudanças no estilo de vida.

Então, quais hábitos alimentares precisamos adotar para a prevenção?

1) PREFERIR O CONSUMO DE ALIMENTOS ORGÂNICOS.

Ainda não é possível afirmar que todos os pesticidas usados nas lavouras são carcinogênicos, mas os organofosforados são os agrotóxicos mais utilizados e alguns deles já foram classificados como carcinogênicos. Mas, os resultados apontam que aumentar o consumo de alimentos orgânicos na população em geral poderia ser uma promissora estratégia preventiva contra o câncer.

2)REDUZIR OU ELIMINAR O CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, CARNE VERMELHA E CARNES PROCESSADAS (CHARQUE, PRESUNTO, MORTADELA, SALSICHA, LINGUIÇA, SALAMES, CARNES ENLATADAS, ENTRE OUTRAS).

O álcool mesmo em níveis reduzidos, pode ser fator de danos ao DNA e induzem o processo de carcinogênese. No caso das carnes processadas, com o consumo há um aumento do nível de nitrato que é convertido a nitrito no intestino, mais reação com aminas secundárias e absorção, promovendo assim, a formação de n-nitrosaminas, que causam danos ao DNA após o metabolismo de ativação podendo levar a ocorrência de cânceres.

3) CONSUMIR DIARIAMENTE PELO MENOS 400G DE ALIMENTOS IN NATURA (FRUTAS, LEGUMES E VERDURAS).

Isso provavelmente substituirá os alimentos não saudáveis, altamente calóricos. Além de obter uma ótima quantidade de vitaminas e minerais, você também receberá uma dose significativa de antioxidantes, fitoquímicos e fibras que atuam redução de fatores inflamatórios, que podem desencadear respostas carcinogênicas em nosso organismo.

Essa quantidade pode ser alcançada, por exemplo, através do consumo de um prato de sobremesa cheio de salada e duas porções de frutas variadas e é o mínimo que você deve fazer. Mas a qualidade também deve ser considerada e por isso, pensando no câncer, é recomendável priorizar o consumo do grupo das brássicas (couve-manteiga, couve-flor, brócolis, rabanete, repolho roxo, folha de mostarda) e frutas de cor vermelha a roxa (goiaba vermelha, melancia, morango, uva, açaí,
jabuticaba, entre outras).

4) ELIMINAR OU REDUZIR O CONSUMO DE ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS.

Esses alimentos têm baixo valor nutricional e altas concentrações de compostos que aumentam a inflamação sistêmica, que são gorduras hidrogenadas ou modificadas, proteínas isoladas, maltodextrina, açúcar invertido, xarope de milho rico em frutose, entre outros. Alguns exemplos: refrigerantes, carnes processadas, biscoitos doces e salgados (tipo“cream cracker”,tipo“maizena), molhos e temperos industrializados (tabletes, temperos completos, molho shoyu), sucos de frutas industrializados, adoçantes artificiais (sucralose, ciclamato de sódio, aspartame, sacarina, acessulfame-k).

Lembre-se que a alimentação saudável é um autocuidado, e ajuda a sermos proativos com a nossa saúde. Por isso, é uma das prioridades para prevenção do câncer de mama, sempre levando em consideração a individualidade e as necessidades de cada mulher, em cada fase da vida.

Compartilhar:
Imprimir