• Compartilhar

No encerramento do 10º Encontro Nacional do Poder Judiciário, nesta terça-feira (6), a presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, enalteceu os magistrados brasileiros pelo empenho em dar respostas aos cidadãos que procuram a Justiça e, em última análise, na busca pela pacificação da sociedade. “Faço um agradecimento especial nas pessoas dos presidentes dos tribunais a cada juiz brasileiro que, nas melhores condições ou em condições mais adversas, vem desempenhando suas funções com toda envergadura e compromisso.”

A presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, os corregedores Geral da Justiça e das Comarcas do Interior, desembargador Osvaldo de Almeida Bomfim e desembargadora Cynthia Resende, e o vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), desembargador José Rotondano, participam do evento.

Também No último dia de atividades, foram aprovadas as Metas Nacionais para 2017. Para os tribunais de Justiça estaduais foram excluídas as metas 3 - “Aumentar os casos solucionados por conciliação” e 7 - “Implementar práticas de Justiça Restaurativa”.

As metas foram anunciadas na Plenária Final, realizada na manhã de hoje. A Mesa, presidida pela ministra Cármen Lúcia, foi composta também pelo ministro João Otávio de Noronha e pelo conselheiro Bruno Ronchetti, presidente da Comissão de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento do Conselho Nacional de Justiça.

O 10º Encontro Nacional do Poder Judiciário segue nesta terça-feira com reuniões setoriais com as justiças Eleitoral, Estadual, Federal, Militar, do Trabalho e Superior Tribunal de Justiça. A Mesa será presidida pelo ministro João Otávio de Noronha, Corregedor Nacional de Justiça.

Texto: Ascom TJBA

SISTEMA DE INFORMAÇÃO AO CIDADÃO