Bahia

.

Você já foi à Bahia? Então vá!

O amor pela Bahia e os encantos deste Estado brasileiro estão presentes nos versos de canções de Dorival Caymmi, filho da terra, como o verso expresso no título deste texto. Além desse músico, a Bahia possui filhos ilustres como o Poeta Castro Alves, o Jurista Rui Barbosa, os Escritores Jorge Amado e Zélia Gattai, além do Poeta Gregório de Matos, do Cineasta Glauber Rocha e do Artista Mário Cravo. Raul Seixas, Gilberto Gil, Maria Bethânia e Caetano Veloso também são alguns dos representantes da música, nascidos nesse estado brasileiro.

Bahia. Primeira capital do Brasil. Maior estado nordestino e o 5º maior do país. Terra do Carnaval. Terra da boa gastronomia. Do Sol e céu azul. Terra da alegria. De muitos encantos e belezas naturais. Paisagens espetaculares. Entre as regiões baianas que se destacam, estão: a Baía de Todos os Santos; o Vale do São Francisco; e as Costas: do Dendê, do Cacau, do Descobrimento, das Baleias e dos Coqueiros.

Baía de Todos os Santos

De Baía, originou-se a nomenclatura cunhada para a capitania, a província e o estado brasileiro. Entretanto, a letra “h” no nome foi mantida em razão da grafia da língua portuguesa à época. A Baía de Todos os Santos, por sua vez, consiste em uma reentrância da costa litorânea brasileira, localizada no Estado da Bahia, e prolonga-se por cerca de 1.200 quilômetros quadrados.

Os municípios do recôncavo baiano, que abrange o litoral e também uma região do interior circundante à Baía, e as ilhas da baía compõem essa zona na turística. A região possui uma diversidade natural, formada por belas praias, Mata Atlântica, bananais, manguezais, coqueirais e recifes de corais.

O recôncavo baiano inclui a Região Metropolitana de Salvador, onde estão localizadas cidades de representatividade histórica e econômica como: a capital do Estado, Salvador; Santo Antônio de Jesus; Santo Amaro; Amargosa; Nazaré; Salinas da Margarida; Cachoeira; Jaguaripe; São Félix; Castro Alves; Maragojipe; e Cruz das Almas.

A agricultura é forte nessa região. São propícias ao plantio: cana-de-açúcar, mandioca, e culturas de frutas tropicais. Além disso, o recôncavo baiano é rico em petróleo.

A Baía de Todos os Santos também contempla o total de 56 ilhas. Itaparica é a maior e mais importante delas. Também fazem parte do conglomerado de ilhas: a Ilha dos Frades, Ilha de Maré, Ilha de Bom Jesus e Ilha do Medo. Além dessas, as seguintes ilhas fazem parte dos roteiros turísticos: Madre de Deus, MatarandibaSaraíbaCajaíbaSão João, Mutá, Olho Amarelo, Caraíbas, Malacaia, Porcos, Carapitubas, Canas, Ponta Grossa, Fontes, Pati, Santos, Coqueiros, Itapipuca, Grande, Pequena, Madeira, Chegado, Topete, Guarapira, Monte Cristo, Coroa Branca e Uruabo.


Vale do São Francisco

Drenado pelo Rio São Francisco e seus afluentes, o Vale do São Francisco está localizado nos Estados de Minas Gerais, Bahia e Pernambuco (AGÊNCIA DE NOTÍCIAS IBGE, 2017).

A água do Rio São Francisco dá vida às plantações. Por sua região fértil, fortalecida com a irrigação, o Vale do São Francisco consiste em um importante produtor de frutos e hortaliças. A região consiste um polo da fruticultura irrigada do Brasil.

A região dos lagos e Cânions do São Francisco constitui uma potencial zona turística. É formada pelos municípios de Casa Nova, Curaçá, Remanso  Sobradinho e Juazeiro, este último possui um próspero comércio às margens do Rio e um moderno polo agroindustrial, com intensa atividade de exportação


Costa do Dendê

Localizada ao sul da Bahia, a Costa do Dendê está situada entre a foz do Rio Jaguaripe e a Baía de Camamu. Essa zona turística possui a denominação “Costa do Dendê” em virtude da existência, ao longo da Costa, de enorme quantidade de plantações da palmeira conhecida como dendezeiro. De acordo com o site do Ministério do Turismo (2016), compreende as localidades de Cairu, Camamu, Igrapiúna, Ituberá, Maraú, Nilo Peçanha, Taperoá e Valença.

A Costa do Dendê é marcada pela diversidade ecológica que divide a paisagem com um rico acervo histórico, herança do Brasil Colônia. Com cerca de 115 quilômetros de litoral, o panorama contempla praias, manguezais, costões rochosos, restingas, nascentes, lagoas, rios, cachoeiras e estuários. Muitos destes locais são de difícil acesso, o que preserva a natureza exordial.

O local é propício para o turismo de aventura, mergulho, esportes radicais, náutico, histórico, ecoturismo e o turismo de sol e praia. Com águas claras e quentes, as belas praias da região possuem inúmeras formações de recifes de coral e vastos coqueirais. Tinharé, Boipeba e Cairu constituem ilhas paradisíacas do arquipélago fluvial do Rio Una. Já a Baía de Camamu é constituída por dez ilhas inexploradas, caracterizada pela vegetação primitiva. Além das praias e ilhas, a Península de Maraú e os rios Una, das Almas e Jaguaripe estão presentes na Costa do Dendê. Cachoeiras imponentes e vastos manguezais, berçário de peixes e outros animais, também fazem parte desse cenário edêneo.


Costa do Cacau

A Costa do Cacau possui cerca de 180 quilômetros de extensão, limitada entre os municípios de Itacaré, ao norte, e Canavieira, ao sul. Além desses municípios, segundo o site do Ministério do Turismo (2016), Ilhéus, Itabuna, Santa Luzia, Una e Uruçuca fazem parte desta zona turística.

A região é caracterizada pela lavoura cacaueira, introduzida desde o Século XVIII e que, por dois séculos, foi a principal atividade econômica do país; e pela Mata Atlântica. Rios, fazendas de cacau, manguezais, coqueirais, praias intocadas, cachoeiras com águas límpidas e minerais, árvores centenárias constituem belezas naturais que atraem turistas interessados nas paisagens, mas também na herança histórica da região. Assim, consiste em destino certeiro para quem busca diversão, contato com a natureza e reduto histórico.

O casario colonial dos séculos XVIII e XIX, em ruas calçadas de pedras, igrejas e casarões antigos das cidades da Costa do Cacau, é preservado pela arquitetura e também constitui um ponto turístico e o cenário de filmes, romances e novelas. Grande parte da obra do escritor baiano Jorge Amado é ambientada na principal cidade da Costa do Cacau, Ilhéus.


Costa do Descobrimento

Tombada, em 1999, como Patrimônio Natural Mundial pela  Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), a Costa do Descobrimento é o berço da história e da cultura do Brasil. Compreende os municípios de Eunápolis, Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália (MINISTÉRIO DO TURISMO, 2016). Está localizada entre a Costa das Baleias e a Costa do Cacau.

Porto Seguro conta com um extenso litoral, com cerca de 85 quilômetros de praias de areia fina e branca, dividido pela foz do Rio Buranhém, que conta com cerca de 500 metros de largura na sua foz, em litorais norte e sul. Além do Marco do Descobrimento, a cidade desempenhou papel importante nos primeiros anos da colonização e preserva até hoje prédios históricos.

Com uma diversidade de paisagens repleta de praias, baías, recifes de corais, manguezais, restingas e rios, a Costa do Descobrimento é propícia para a prática do turismo de aventura e ecoturismo. O lazer noturno na região também consiste em um ponto de destaque.


Costa das Baleias

Paraíso localizado no Extremo Sul da Bahia, a Costa das Baleias é composta pelos municípios de Alcobaça, Caravelas, Iramaraju, Mucuri, Nova Viçosa, Prado e Teixeira de Freitas (MINISTÉRIO DO TURISMO, 2016). A região é repleta de praias, rios, ilhas, cachoeiras, mangues e coqueirais e propícia à prática de esportes. Sua denominação do local advém do maior destaque da região: os belíssimos mergulhos das baleias jubarte, no mar azul de águas mornas e cristalinas, abrigo do maior e mais diversificado conjunto de recifes de corais do Atlântico Sul.

Na Costa das Baleias, são encontrados santuários ecológicos, como o arquipélago de Abrolhos, refúgio e berçário das baleias jubarte. No Parque Nacional Marinho de Abrolhos, reduto de ilhas vulcânicas, manguezais, canais de maré e amplas fauna e flora, são encontradas 17 espécies de recifes de corais.

Peixes e frutos do mar ao tempero apimentado do dendê constituem a tradição da culinária da Costa das Baleias. Além da comida, a calmaria e a tranquilidade do local são atrativos preservados pela comunidade da região, assim como a cultura das aldeias e dos povoados.


Costa dos Coqueiros

A Costa dos Coqueiros recebe esta denominação em virtude da vasta quantidade de palmeiras em toda a região. Essa zona turística estende-se por cerca de 193 quilômetros e compreende todo o litoral norte do Estado. Conforme o site do Ministério do Turismo (2016), na Costa dos Coqueiros estão localizados os seguintes municípios: Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Lauro de Freitas e Mata de São João. Consiste em um destino repleto de belezas naturais e de história, com enorme potencial turístico.

Nessa região, está localizada a Estrada do Coco, construída no final dos anos 60, que tem início nas imediações do Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, e se prolonga até o Município de Praia do Forte. É o primeiro trecho, com 53 quilômetros, da rodovia ecológica BA-099, a mais antiga do país e que segue por todo Litoral Norte do Estado. Também compreende a Linha Verde, criada no ano de 1993, que se prolonga desde a região de Praia do Forte até a divisa com Sergipe.

As praias da Costa dos Coqueiros são conhecidas pelas águas calmas e quentes, muitas vezes cercadas de quebra-mar natural. A região também conta com a presença de lagoas; rios, como Jacuípe, Pojuca e Joanes; e outras paisagens deslumbrantes.